Por que devo ser submissa?

312235_264194100286489_100000877045185_717694_108829375_nEste é um tema bastante polêmico. Mas vamos falar um pouquinho desse assunto? Você sabe que a bíblia ensina que as mulheres devem ser submissas aos maridos e…

Esses dias estava conversando com uma amiga, e ela me contou que algumas igrejas por aí estão pregando a submissão da mulher ao marido mas não sabem explicar o que isso significa. E então as pessoas saem das igrejas e vão para suas casas horrorizadas, achando que a mulher deve obedecer ao homem cegamente, inclusive quando ele é violento, egoísta, machista.

Vamos pensar um pouco. Deus não usaria seus apóstolos para escrever coisas sem sentido. Muito menos, você não pode achar que algumas coisas servem para os dias de hoje e outras não, só por que você não concorda.

No dicionário submissão é o ato de se submeter, é uma obediência voluntária, é ser humilde. É estar sub – debaixo da missão. Isso não quer dizer que a mulher esteja numa posição inferior ao homem. Nem superior. Quando Deus nos criou, lá como conta Gêneses, disse que faria para o homem uma “ajuda” adequada. Essa ajuda veio na forma de uma mulher. Daí ele deu uma missão aos dois. “Crescei e multiplicai-vos” (Gen 9 – 1). Ora, o homem não poderia se “multiplicar” sozinho. Nem a mulher sozinha. Tá aí o x da questão. A ajuda adequada.

Da mesma forma, quando Paulo diz que as mulheres sejam submissas assim como a igreja é submissa à Cristo, ele faz uma analogia. A igreja é obediente ao que Cristo diz, por que ela o ama e vê nele a figura de Deus. Por outro lado, o apóstolo diz que os homens amem suas esposas, como Cristo amou a igreja. E como ele amou? Dando sua vida por ela. Alguém com tanto amor assim é capaz de fazer mal ao outro? E é algum sacrifício ser submissa a um homem que dá sua vida por você? Veja que ele não fala “ame a sua esposa como você ama a si mesmo”. É muito superior à isso. É como Cristo amou a igreja. Muito mais importante e de muito mais responsabilidade.

Nós somos todos submissos à Cristo não numa relação abusiva, de controle ou de violência. Somos submissos por amor à Ele. É uma relação de reciprocidade. As duas partes devem agir conforme fala o apóstolo. É uma relação onde um apóia o outro, onde os dois são um, onde o que um faz coloca o outro mais perto de Deus.

Ser submissa não coloca a mulher como ser passivo, sem opinião ou apagado (você não está assistindo / lendo muito 50 tons, não é?). A bíblia diz que a mulher sábia edifica sua casa (Prov 14 – 1). Edificar não é um verbo de ação? Você por acaso já leu a história de Ester? De Ruth? Eram mulheres de ação, com opinião, com iniciativa. Ser submissa também não quer dizer ser empregada, ou concordar em ser maltratada. Tire de uma vez por todas esse pensamento do seu coração.

Casamento é vocação, é serviço. É servir. Cada um dos esposos recebe um chamado, uma missão, uma tarefa.

Assim como Cristo é a cabeça da igreja e para ela traz a presença de Deus, o marido é a cabeça e a esposa o corpo. Um sem o outro no existe, entende? Saia do pensamento egoísta de que a cabeça é mais importante que o corpo ou vice-versa. Os dois são importantes. Ou você já viu cabeça sem corpo?

Fomos criados por Deus para o Seu serviço. Saiba que Ele não faz coisa alguma sem sentido.

Deus a abençoe! Um abraço e até a próxima!

Leia mais:

A mulher deve ser submissa ao homem?

Contracepção e métodos naturais

Anúncios
Esse post foi publicado em família. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s