O amor no casamento

Tcasamento-2em um versículo na bíblia que explica direitinho o amor no casamento. Eu tinha certo medo dessa passagem, pois não a entendia, e confesso que as vezes a achava um pouco machista. Esta passagem é linda – hoje sei disso – não tem nada de machista. É lida em quase todos os casamentos e nos dá um pleno conhecimento do amor de Deus por nós e como devemos amar nosso próximo, no caso, nosso marido, nossa esposa.

A passagem é de Efésios 5:22-33

Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor;
Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.
De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos.
Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,
Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,
Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.
Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.
Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja;
Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos.
Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne.
Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja.
Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.

Imagine você, mulher, sendo submissa ao seu marido. Parece uma coisa ruim, né? Nossa, eu tenho que ser submissa, tenho que obedecer, agora ele vai mandar em mim. Não tem nada a ver. A bíblia fala que nós mulheres devemos ser submissas no sentido de confiarmos nas ações dos nossos maridos, de fazer de tudo para agradá-lo (não pense nisso como uma coisa ruim, você faz de tudo para agradar quem você ama e isso não te desmerece), no sentido de que devemos honrá-lo assim como honramos a igreja.

Do mesmo modo, os maridos devem amar suas esposas assim como Cristo amou a igreja. Veja que profundo. Jesus amou tanto que deu sua vida por nós, sua igreja. Assim deve amar o marido, tanto que é capaz de dar sua vida por amor.

Wellington Jardim, mais conhecido como Eto, da Canção Nova, diz uma coisa muito interessante. “Se homens e mulheres se amassem uns aos outros dessa maneira, como Cristo amou a Igreja até a morte, não haveria o divórcio, a separação, a infidelidade conjugal. Todos os casais seriam a maior expressão do amor de Deus neste mundo”.

Pensem nisso.  Abraço fraterno e até a próxima!

Anúncios
Esse post foi publicado em espiritualidade. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s