O dom de ser mulher

Hoje a mulher vive em meio a vários papéis. Ela precisa cuidar do trabalho, da casa, do marido, dos filhos, e não esquecer de si mesma. É realmente um dom conseguir lidar com tantas tarefas.

Mas eu gostaria de discutir alguns pontos.

Beija_FlorPrimeiro, não estamos sozinhas. Contamos com a força de Deus e a participação essencial do marido, e dos amigos, dos avós, tios, parentes e dos filhos também. Temos que ter isso claro em nossa mente, ou acabaremos esmagadas em meio a tantos afazeres. A mulher não precisa fazer tudo sozinha, somos seres sociais, precisamos da ajuda uns dos outros.

Veja, eu sou uma pessoa que defende os direitos iguais para homens e mulheres. Acredito no potencial da mulher para o trabalho e para ter direitos iguais. Não sou a favor da guerra dos sexos, nem dessa competição ilógica de quem é melhor que quem. Mas não acredito nessa história de que homens e mulheres sejam tão diferentes assim.

Será que um homem não pode ser doce, sensível, acolhedor? Ou será que ele deixa de ser homem se tiver essas características? Por que sempre dizemos que a mãe ama mais os filhos do que o pai? Eu sei, gerar um filho por nove meses cria um laço inigualável. Eu mesma passei por isso. Mas o amor de mãe e pai não deveriam competir entre si.

As características físicas são diferentes sim, a mulher é feminina por natureza, o homem, masculino. Mas isso não quer dizer que o homem é menos homem por ser sensível, ou que a mulher seja menos mulher por que usa calça.

Existe sim, um movimento cultural que nos ensina que a mulher é mais sensível que o homem. Talvez isso seja verdade. Mas basta que nós mães ensinemos a nossos filhos homens que eles também podem ser sensíveis, e teremos uma outra realidade.

Deixo vocês com um comentário do Papa Francisco, que fala sobre a importância da mulher em nossa sociedade.

“Um mundo no qual as mulheres são marginalizadas é um mundo estéril, porque as mulheres não só dão a vida (…), mas têm a capacidade de entender o mundo com outros olhos e de sentir as coisas com coração mais criativo, mais paciente e mais dócil”.

Ele também fala sobre “a necessidade de muitas mulheres de obterem um maior reconhecimento dos seus direitos, no valor das tarefas que desempenham habitualmente nos diversos setores da vida social e profissional”. Veja aqui.

A Canção Nova publicou um texto bastante interessante sobre ser mulher. Apesar de eu pensar diferente em alguns pontos, acredito que temos que ler as diversas opiniões para termos uma opinião mais concreta.

Até a próxima e fiquem com Deus!

Anúncios
Esse post foi publicado em família, igreja. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s